MyFuture.pt

Estás aqui:

FAQs Formação Avançada

Porque é que devo investir em formação pós-graduada?

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Num mercado de trabalho saturado de licenciados é importante que nos diferenciemos de alguma forma! Além disso, pode ser extremamente valioso e motivante para ti especializares-te numa área em que o curso não se focou, ou então aprenderes coisas novas, não diretamente relacionadas com a tua área de formação base. Existem inúmeros motivos para investirmos na nossa formação, e além da realização pessoal que representa é um ponto extra para o teu currículo.

Acabei o curso, que formações posso fazer agora?

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Podes fazer qualquer uma, podes até tirar outra licenciatura! Normalmente, a formação pós-graduada escolhida inclui pós-graduações, especializações, mestrados, MBA, doutoramentos e pós-doutoramentos. Qual deves escolher depende um pouco dos teus objetivos, por exemplo, se queres aprofundar uma área de estudo em termos científicos, um mestrado ou doutoramento são as opções ideais. Já as pós-graduações e especializações são mais úteis no desenvolvimento de competências mais práticas, que te podem ser úteis de forma mais direta no mercado de trabalho.

Que direitos / deveres tenho como trabalhador-estudante?

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Alguns dos teus direitos incluem um regime diferente de faltas (para não chumbares por faltas devido aos teus compromissos profissionais), épocas especiais para a realização de exames, um horário de trabalho com alguma flexibilidade, no caso de teres aulas que não podem mesmo ser a outra hora, faltas justificadas no trabalho no dia de exames e no dia imediatamente anterior (ou seja, se o exame for numa segunda e não trabalhares domingo só podes faltar justificadamente na segunda-feira). Alguns dos teus deveres incluem escolher o horário mais compatível com o horário de trabalho e ter aproveitamento escolar para manter o estatuto no ano seguinte.

Será que posso pedir estatuto de trabalhador-estudante?

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Se estás a trabalhar com um vínculo laboral e estás a frequentar uma instituição de ensino / formação, podes pedir estatuto de trabalhador-estudante. Para isso, tens de comprovar junto da instituição de ensino que estás a trabalhar e junto da entidade empregadora que estás a estudar.

Qual é a diferença entre mestrado e mestrado integrado?

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Ambos são dirigidos a estudantes que são detentores de formação superior. O mestrado inclui, por norma, formação especializada em determinado tema e uma dissertação de natureza científica, um trabalho de projeto ou um estágio profissional, sujeito a relatório final (varia de curso para curso, embora o mais comum seja a dissertação). Dura normalmente 3 a 4 semestres. O mestrado integrado apareceu com a implementação do processo de Bolonha e confere igualmente o grau de mestre, como o mestrado clássico, mas vem na sequência de uma formação anterior. É um ciclo de estudos integrado, em que os três primeiros anos conduzem a uma licenciatura (que normalmente não permite o exercício da profissão) e os últimos anos resultam no grau de mestre (havendo igualmente uma dissertação, por exemplo). São exemplos os cursos de Medicina, Arquitetura, etc..

O que são níveis académicos?

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Níveis académicos são, no fundo, níveis de formação, que traduzem diferentes graus de domínio ou especialização de uma determinada área e que podem conferir diferentes graus (como o grau de mestre ou doutor, por exemplo). Assim, este tipo de formação inclui pós-graduações, especializações, mestrados, mestrados integrados, MBA, doutoramentos e pós-doutoramentos, mas nem todos são conferentes de grau.