MyFuture.pt

Estás aqui:

Regimes Especiais

O número de estudantes abrangidos pelos regimes especiais, a admitir em cada par instituição/curso para o conjunto dos regimes especiais não pode exceder, em cada ano letivo, 10% das vagas aprovadas para o concurso nacional ou local de acesso ou para os concursos institucionais relativos ao ano letivo em causa.

Candidatura

A candidatura ao ensino superior através dos regimes especiais é apresentada presencialmente junto dos Gabinetes de Acesso ao Ensino Superior (GAES), onde também são adquiridos os boletins de candidatura.
O estudante pode indicar até três opções par instituição/curso, por ordem de preferência, podendo alterar livremente as suas opções de candidatura dentro do prazo em que decorre a apresentação da mesma, devendo, para o efeito, adquirir novo boletim de candidatura.

 

Restrições de candidaturas

Em cada ano letivo, o estudante apenas pode requerer matrícula e inscrição através de um dos regimes especiais.
O titular de um curso superior português ou estrangeiro, não pode requerer matrícula e inscrição através dos regimes especiais, exceto os titulares do grau de bacharel que pretendam prosseguir estudos tendo em vista a obtenção do grau de licenciado na mesma área.
O estudante colocado pelos regimes especiais que não efetue a matrícula e inscrição na respetiva instituição de ensino superior no prazo fixado no calendário, salvo por motivo justificado e comprovado documentalmente, não pode no ano letivo imediato candidatar-se à matrícula e inscrição através do concurso nacional ou requerê-la através dos regimes especiais.

 

Regimes especiais:

Missão diplomática portuguesa no estrangeiro

Bolseiros e funcionários públicos no estrangeiro

Oficiais das Forças Armadas Portuguesas

Bolseiros nacionais de países de expressão portuguesa

Missão diplomática estrangeira acreditada em Portugal

Praticantes desportivos de alto rendimento

Naturais de Timor – Leste

 

Fonte: Direção Geral do Ensino Superior